23/12/2016

  • // Por: Roger Marzochi

Compartilhe:

Imprimir:

Zuckerberg cria Jarvis, seu primeiro assistente residencial...


A criação de um sistema de inteligência artificial inspirado em Jarvis, o mordomo eletrônico do filme O Homem de Ferro, estava entre as promessas de Ano Novo de 2016 de Mark Zuckerberg, fundador e CEO do Facebook. Na semana passada, o empreendedor apresentou a primeira versão de seu assistente residencial, para o qual ele dedicou cerca de 150 horas. Por meio de um aplicativo que reconhece a voz, é possível apagar e acender as luzes, pedir música e preparar o café da manhã. Outra opção é enviar comandos de texto por meio do Messenger, do Facebook. Uma câmera na entrada da residência faz o reconhecimento facial do visitante e avalia se ele está autorizado a entrar. Em um vídeo publicado em seu perfil no Facebook, Zuckerberg conversa com Jarvis, cuja voz é do ator americano Morgan Freeman. O sistema, por enquanto, é um experimento de Zuckerberg e não está claro se um dia será comercializado.

... e a Microsoft entra na briga
A Microsoft lançará, em 2017, um assistente para residências para concorrer com o Echo, da Amazon. A empresa comandada por Satya Nadella usará sua própria tecnologia, a Cortana, para fazer a conexão entre os usuários e os sistemas da residência. Além disso, a Microsoft negocia uma parceria com a Harman Kodron para a fabricação do equipamento. Esse mercado, aliás, deve ficar ainda mais competitivo no próximo ano. Isso porque a Samsung e a Apple devem lançar seus próprios modelos de assistentes residenciais.

(Nota publicada na Edição 999 da Revista Dinheiro)


Avalie esta notícia:  starstarstarstarstar

Compartilhe:

Imprimir:

Deixe um comentário

(O comentário não pode exceder 500 caracteres)

ctv-kae-roger 280x140
Roger Marzochi é repórter de tecnologia da ISTOÉ DINHEIRO