10/01/2017

  • // Por: Claudio Gradilone

Compartilhe:

Imprimir:

Queda da inflação eleva ganhos do Tesouro Selic

Rentabilidade real pode ser a maior desde 2008, apesar da redução dos juros pelo Banco Central
 


Tesouro Direto pode apresentar uma boa rentabilidade  em 2017  
Tesouro Direto pode apresentar uma boa rentabilidade  em 2017  

O Tesouro Direto, aplicação financeira em que você compra títulos do Tesouro diretamente pela internet, pode apresentar uma boa rentabilidade em 2017. 
 
Os juros estão caindo, e devem cair mais a partir da quarta-feira 11, pois o Comitê de Política Monetária (Copom) pode reduzir a taxa Selic em 0,5 ou em até 0,75 ponto percentual. Mesmo assim, segundo o analista Roberto Indech, da corretora Rico, os títulos indexados à Selic poderão apresentar bons retornos devido à queda da inflação.
 
Pelo consenso do mercado, a taxa Selic deverá encerrar 2017 a 10,25% ao ano, ante os 13,75% atuais. Porém, a inflação deve cair. A taxa oficial de 2016, prevista para ser divulgada na quarta-feira 11, deve ficar ao redor de 7%. A inflação de 2017 está sendo estimada entre 4,5% e 5%. 
 
Na ponta do lápis, isso representa um ganho real entre 5%  5,5% ao ano, sem contar a perda com impostos e com a taxa de corretagem. Pelas contas da Rico, será o maior ganho real desde os 6,55% registrados em 2008.


Avalie esta notícia:  starstarstarstarstar

Compartilhe:

Imprimir:

Deixe um comentário

(O comentário não pode exceder 500 caracteres)

Claudio Gradilone
Cláudio Gradilone é editor de Finanças da DINHEIRO desde 2010. Escreve sobre investimentos há cinco moedas e há oito planos econômicos.